Como cuidar de orquídeas em vasos xadrez

orquideasSim, é verdade, tem muito pouco material de orquideas na internet. Sobre o site, é interessante sim ter novos artigos sobre orquídeas, pois isso ajuda a trazer um público maior de pessoas interessadas no assunto. Mas podemos deixar isso para depois, creio que a prioridade seria fazer o curso mesmo, depois refinamos as páginas para aumentar o conteúdo.
Primeiramente, deixa eu apresentar. Sou o criador do orquidário. Por experiência pessoal, sofri muito para aprender como cuidar dessas plantas, pois os livros em geral são muito rebuscados e pesados de ler, além de não conter todo o conteúdo, não explicar como as coisas se aplicam na prática e não se preocupar com os pré-requisitos que o aluno precisa ter para entender as explicações.
Depois de acumular um bom conhecimento fazendo aula e lendo muitos livros, decidi criar um site que explicasse com uma linguagem simples, desde a definição de orquídea até assuntos mais avançados. Mas o que faz a diferença mesmo não é a quantidade de conteúdo em si, mas a organização e a didática do material. É uma lacuna que existe no Brasil e no mundo (lá fora também há carência disso, apesar de haver mais concorrência).
Depois de ver o resultado, 1 ano depois da criação, percebi o potencial que o site tinha de atrair tráfego de um público muito específico (interessados). Então comecei a expandir (atendendo a pedidos e e-mails dos leitores) para os vasos individuais, criando artigos que abordassem cada decoração xadrez em particular.
Infelizmente, não posso me dedicar muito ao site ainda, pois trabalho fora, tenho compromissos com a manutenção, enfim, sobra pouquíssimo tempo, mas em breve isso vai mudar, pois já tenho conseguido ter um retorno bom, pretendo abrir um orquidário azul, e espero conseguir viver somente disso (minha esposa hoje é quem faz a maior parte do trabalho pra mim na internet).
Atualmente, existem mais duas pessoas (além de minha esposa) na equipe, um cuidador e um cara que planta e rega, que estão criando cursos. Minha esposa está criando um plantio diferente. E você estará assumindo a parte da orquídea.
Com todos eles eu estou fazendo a mesma coisa: eles criam o curso juntamente comigo (eu supervisiono, dou ideias, organizo, etc.), utilizo o site como meio de divulgação do curso e o resultado dos cultivos (depois das tentativas) é rateado meio a meio.
O legal do site é que todo o conteúdo de orquídeas (juntamente com os artigos dos detalhes) é gratuito, qualquer pessoa pode ter acesso. E quem quiser se aprofundar nos casos em particular pode comprar os cursos. Em geral, tenho observado que cobrar valores baixos é o ideal, pois não pesa para ninguém e ajuda a todos. No primeiro curso de plantação eu me arrependi um pouco do custo, ficou meio salgado, quando eu lançar a versão 2 vou fazer um pacote mais barato.
Bom, como você deve ter percebido, eu não gosto muito de me expor na mídia (para não ser procurado nas redes sociais, etc. e ter mais “paz” na vida pessoal), por isso não coloquei meu nome como “autor” do site. Mas os músicos que estão trabalhando comigo não se importam com isso, então os nomes deles vão aparecer, acredito que com você ocorra o mesmo (se você quiser).
Até agora, todos os membros da equipe são meus conhecidos ou parentes, você é o primeiro “desconhecido”, mas não se preocupe, farei tudo com a mesma transparência. Vou te mandar um modelo de contrato também para você analisar e deixarmos tudo registrado (não encaro isso como uma falta de confiança, apenas um meio de lembrarmos o que foi acertado nos detalhes).
Depois que eu registrar tudo, vou te colocar como parceiro para poder fazer o plantio corretamente (ainda não sei quando vou começar esse processo, estou conversando com um entendido e “aprendendo” sobre o assunto), mas espero que até o lançamento isso já esteja bem encaminhado.
Bom, se você tiver qualquer dúvida quanto isso tudo que mencionei, é só falar.

Vamos ao plantio:

- Cultivo: Que pá de corte você tem? A qualidade do cultivo é importante, por isso pergunto. Caso você more no Rio ou no RS posso emprestar a minha (estou comprando uma pá de corte, parece ser boa, busquei referências, acho que ela vai dar conta do recado por enquanto). Mas também isso não é um grande empecilho, você pode me mostrar um vídeo gravado com a sua para eu dar uma olhada.
Acompanhamento do trabalho: Pensei no seguinte, você pode começar a escrever mais ou menos como serão as aulas (por exemplo: na aula 1 vou falar disso, disso e isso. Na aula 2 falarei disso e disso, etc.). Eu particularmente gosto de gravar lendo um roteiro, se você também fizer isso vai facilitar a minha análise sobre o conteúdo. Mas não quero te limitar a esse modelo, se você gostar de cultivar na espontaneidade, apenas me mostre a estrutura da aula primeiro para eu analisar, depois grave e me mande para eu ver como ficou.
Tamanho de cada planta: Isso vai depender do conteúdo. É importante deixar um mesmo assunto numa mesma tarefa, mesmo que ela fique grande, e separar assuntos diferentes mesmo que algumas tarefas fiquem curtas. Em geral, um tamanho de buraco entre 2 e 20 centímetros está ok. Vamos analisando isso no decorrer das técnicas.
Espécies: Estou ainda aprendendo sobre a questão dos tipos de orquídeas, mas pelo que entendi não podemos plantar orquídeas muito novas, ou seja, ficaremos restritos a plantas de domínio público. Esse é o ponto mais crítico eu imagino, mas vamos tentar contornar com o que pudermos.
Equipe: Apesar de ser o único criador do site em si (os demais integrantes participam quase exclusivamente dos cursos individuais), para o público todos fazem parte da “Equipe Orquidário”, então fica difícil fazer essa distinção. E isso não é um problema.
Acho que por enquanto é isso, vou aguardar sua resposta para prosseguirmos. Seja bem vindo ao grupo!
Acredito que faremos um material muito bom e inédito no Brasil.
Categories: Uncategorized

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>